Notícias

O GLOBO - STF liberta procurador e advogado acusados de beneficiar JBS

22/08/17
O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira a libertação do procurador da República Ângelo Goulart e do advogado Willer Thomaz, que estão presos há mais de dois meses, a partir da delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista. Goulart teria acertado o recebimento de mesada de R$ 50 mil da empresa por intermédio do advogado para, em troca, repassar informações sobre a operação Greenfield. Os dados vazados são sobre fraudes em fundos públicos de pensão e favorecimento a uma empresa de celulose controlada pelo conglomerado J&F, que também controla o frigorífico JBS.

CLIQUE PARA ACOMPANHAR A MATÉRIA COMPLETA


















  « Voltar